Webmail Fale Conosco
 · Assine Provedor
 · Central do
   Assinante
 · Webmail
 · Arte & Foto
 · Auto & Moto
 · Caderno 2
 · Cineinsite
 · Cultural
 · Dez!
 · Economia
 · Empregos
 · Empregos &
  
Mercado
 
 · Especiais
 · Esportes
 · Informática
 · Internacional
 · Local
 · Municípios
 · Nacional
 · Opinião
 · Polícia
 · Política
 · Qualidade de Vida
 · Rural
 · Saúde
 · Shopping
 · Televisão
 · Teviaqui
 · Turismo
 · Vestibular
 · ZiGNOW
 · A TARDE News
 · Aonde Fica
 · Arquivo de Notícias
 · Downloads
 · Horóscopo
 · Loterias
 · Populares On Line
 · Tempo
 · Tradutor
 · WAP





08/02/2004
Outras notícias de Caderno 2 >>

Música
Roqueiro na contramão

Eduardo Bastos
 
Quando o assunto é música, as coisas mais inusitadas podem acontecer. Até mesmo um guitarrista e cantor americano vir gravar um disco de rock na terra do axé. E com músicos nativos. Pois o cara existe, chama-se Joel Justin e apresenta um currículo com uma lista quilométrica de serviços prestados a astros da música pop. Inclusive, nomes consagrados da soul music, como The Temptations, The Platters e The Shirelles.

Ex-integrante dos Mad Ants, banda de garage rock de Chicago influenciada por grupos como AC/DC, Joel Justin veio parar na Bahia há três anos e acabou gostando do sarapatel de ritmos oferecido pela terra. Gostou tanto que voltou neste verão, misturou-se com músicos baianos de rock e decidiu gravar um CD solo por aqui, o 4/4, que pretende lançar primeiro no Brasil para depois tentar alguma coisa lá fora.

“Minha música precisava de ritmo e acho que aqui é o melhor lugar para isso”, explica Justin. Não que 4/4 seja um disco de rock recheado de percussão afro-baiana e batidas nativas, ainda que conte com a participação do percussionista Peu Meurray. Na verdade, ele é gravado com músicos baianos de rock, como os integrantes do Retrofoguetes e o tecladista andré t, além do baterista argentino Guimo Mingoya. “Quis gravar aqui por causa da coisa rítmica. Se quisesse só rock’n’roll ficaria nos Estados Unidos, mas queria novos ares, pessoas diferentes”.
  
PRIMEIRO NO BRASIL – 4/4 é um disco bem mais pop que os trabalhos do Mad Ants (o grupo lançou cinco CDs independentes). Tem rocks rascantes como os do AC/DC, a exemplo de The Liberty Station, e selvagens, como Your Everything, mas também baladas com molho de black music (I Don’t Know About Love Anymore) e influências dos Beatles (The Window e Hey, It’s Me).

Joel chegou a tocar com gente mais próxima do axé, participando do show de Margareth Menezes na entrega do Troféu Caymmi em 2002. E fez shows solo em espaços como o Teatro do Isba e no Calypso Heineken Station. Mais recentemente, participou da jam session da lavagem do Morotó (guitarrista dos Retrofoguetes), na Festa do Bonfim.

Atualmente com 49 anos de idade, Joel Justin começou a compor aos 14, em Chicago. Formou os Mad Ants em 1989, que alcançou boa projeção na região de Chicago nos anos 90. Era nos intervalos da turnê da banda que ele costumava tocar com vários nomes dos diversos segmentos da música pop americana. E trabalhou também como técnico de som para artistas como B.B. King, Aretha Franklin, Al Green e o grupo de heavy metal Poison. Em 1995, o músico se mudou para Los Angeles, onde fez trilhas sonoras para um filme de Stephen King e para filmes de TV a cabo.

Agora, Joel quer fazer o percurso inverso de todos os astros internacionais. “Pretendo lançar o disco primeiro no Brasil, para depois partir para o mundo”, fala com bom humor. O produto já está sendo distribuído entre as gravadoras do país. Enquanto isso, Joel deu um pulinho de volta para os EUA, mas garante retornar em maio.

Outras notícias de Caderno 2 >>
Imprimir esta notícia
Enviar por e-mail
12/02  -  Paixões eletrônicas
12/02  -  Canto lírico na Reitoria
12/02  -  Definida programação para festival
12/02  -  Beatles bárbaros
12/02  -  Show apimentado
10/02  -  MTV proíbe exibição de clipe de Britney Spears
11/02  -  Álvaro Lemos e Os Romeus
10/02  -  Carnavalito de Dércio
10/02  -  Grammy “censurado”, mas animado
09/02  -  Interditado Festival Skol Rio
Mais notícias relacionadas

Copyright © 1997 - 2003 A TARDE On Line.
Outras empresas do grupo: Jornal   Jornal A TARDE | Rádio Rádio 104 FM FM | Agência A TARDE Agência A TARDE